Esclarecimento sobre o PSL/Se e a relação do nosso movimento com o partido

Diante dos últimos eventos envolvendo o PSL Sergipe, que tem provocado debates, especulações e questionamentos em nossos grupos, principalmente após a recente desfiliação do ex-candidato ao Senado Cadu Silva – o qual apoiamos durante a campanha; nós do movimento Direita Sergipana viemos a público nos posicionar sobre a situação do partido em Sergipe.

O Direita Sergipana nasceu em NOVEMBRO DE 2016 como um movimento suprapartidário, defendendo e propagando as ideias de direita em Sergipe, apoiando e se manifestando A FAVOR da Operação Lava Jato, do trabalho do Juiz Sergio Moro e também do presidente eleito JAIR BOLSONARO.

Ainda naquele ano, devido ao nosso trabalho ter chamado a atenção, alguns de nossos coordenadores (Flavio Oliveira, Marcus Aurélio e outro que não mais integra o movimento) foram chamados pela Professora e hoje Deputada Federal eleita pela Bahia Dayane Pimentel para prepararmos ao menos um nome do nosso movimento para concorrer ao cargo Deputado Federal em Sergipe.

Diante do convite feito pela professora, através dos coordenadores mencionados acima, ajudamos a construir um grupo em Sergipe. Após a definição do partido pelo qual Bolsonaro concorreria à presidência (o PSL), eles passaram a integrar a executiva do partido e foram definidos pelo movimento os nomes de Marcus Aurélio e Jáfia Andrade para concorrer aos cargos de Deputado Federal e Deputada Estadual, respectivamente. Infelizmente, devido a desorganização do partido, o nome de Marcus acabou sendo cortado e o mesmo não pode concorrer ao cargo pretendido. Isso aconteceu ainda durante a presidência de João Tarantella, mas a equipe responsável pelo registro das candidaturas foi indicada pelo atual presidente Waldir Vianna.

Ao momento em que Waldir (que inclusive foi convidado a fazer parte do projeto de Bolsonaro em Sergipe por nossos coordenadores) assume a presidência do PSL, os coordenadores do nosso movimento – que trabalharam voluntariamente resolvendo várias questões da executiva, sacrificando trabalho, estudo e vida pessoal – foram EXPULSOS da executiva do partido. Foram expulsos também, só que do PSL Jovem, membros e coordenadores do Direita Sergipana que ajudaram na construção do referido órgão partidário. Com isso, qualquer ligação nossa que havia com o partido ACABOU! Devido a tais fatos, perdemos a confiança na executiva e, sem um nome do movimento ao cargo de federal para apoiar, buscamos nomes de direita de nossa confiança, inclusive em outros partidos, e recomendamos voto aos nossos seguidores. E, como vocês acompanharam, focamos o trabalho do nosso movimento na campanha de Jair Bolsonaro.

Dessa forma, deixamos claro que não temos ligação com o PSL Sergipe, não servimos a ele e não apoiamos determinadas ações da executiva atual. Esperamos que o partido, que deve se tornar o maior do país e o primeiro de direita, possa melhorar sua organização em Sergipe e ter mais transparência. Afinal é o partido do presidente da república.

Nosso movimento permanece suprapartidário, como sempre foi, defendendo as pautas e ideias liberais e conservadores e, desde já, apoiamos a proposta da deputada Joice Hasselmann que permitirá candidaturas independentes (sem necessidade de filiação a partidos políticos). Tal proposta deve reduzir a burocracia e tirar o poder dos que se acham donos de partidos e cortam pessoas por simplesmente não gostarem delas ou por estas não concordarem com tudo que é feito pelos líderes das agremiações.

Um comentário em “Esclarecimento sobre o PSL/Se e a relação do nosso movimento com o partido

  • 4 04-03:00 dezembro 04-03:00 2018 em 18:28
    Permalink

    Quando sera revelado os bastidores ? tem algo errado ai ? como o PSL – Sergipe consegue ser tão desorganizado ?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: