Olavo de Carvalho recebeu o título da Ordem do Rio Branco, no grau Grã-Cruz.

Para distinguir os serviços meritórios e virtudes cívicas, estimular a prática de ações e feitos dignos de honrosa menção, o PDG Olavo de Carvalho recebeu a ordem de Rio Branco, no grau de Grã-Cruz, nesta quinta-feira, 29 de agosto de 2019.

Com o fim de galardoar as pessoas físicas, jurídicas, corporações militares ou instituições civis, nacionais ou estrangeiras que, pelos seus serviços ou méritos excepcionais, se tenham tornado merecedoras dessa distinção, o Quadro da Ordem, no grau de Grã-Cruz, é reservado ao Presidente da República, Vice-Presidente da República, Presidente da Câmara dos Deputados, Presidente do Senado Federal, Presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministros de Estado, Governadores dos Estados da União e do Distrito Federal, Almirantes, Marechais, Marechais-do-Ar, Almirantes-de-Esquadra, Generais-de-Exército, Tenentes-Brigadeiros, Embaixadores estrangeiros e outras personalidades de hierarquia equivalente.

Óbvio que, em si mesmo, parece apenas um título honorário, uma mera formalidade. Mas para quem acompanha o professor Olavo desde a década de 1996 e viu um pouco, com os seus próprios olhos, de todas as guerras, lutas e esforços; sangue, suor e lágrimas para tentar trazer um pouco de dignidade intelectual a um país arrasado pelo antissimbolismo, fé metastática, analfabetismo institucionalizado e outras baixarias, não deixa de ser uma alegria, um alento, uma demonstração pública da dignidade e brilhantismo de um homem que, sozinho, “phodeu” com a “poha” toda.

Parabéns professor, filósofo, intelectual, amigo e irmão. Que esta distinção ecoe pela nação brasileira e traga um pouco de coragem e honra aos nossos corações e permita que um dia possamos ter orgulho de sermos chamados de brasileiros, uma nação que será do tamanho dos esforços de cada um de nós.

Discurso de Olavo de Carvalho.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: