Belivaldo se faz presente no lançamento do “Consórcio Nordeste” e adota discurso de otimismo.

Com o intuito de dinamizar a gestão pública, compartilhar experiências que obtiveram êxito nas mais diversas áreas da administração dos estados, atrair investimentos e criar um fundo de captação de recursos, os nove governadores nordestinos decidiram criar o “Consórcio Nordeste”. O lançamento dessa autarquia foi concretizado na manhã desta segunda-feira (29), em Salvador.

A relação entre o Governo Federal e os governadores nordestinos não tem sido das melhores, isso porque os nove estados da região elegeram governadores com uma linha ideológica diferente, e que não aceitam os direcionamentos tomados pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Um grande reflexo dessa ausência de diálogo proporcionada pelos gestores estaduais foram os dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Os números colocam o Nordeste com um saldo negativo de empregabilidade em meio a uma realidade de 408.000 empregos criados em todos o país no primeiro semestre.

O governador Belivaldo Chagas, demonstrou o seu desejo de buscar a união do Nordeste, apesar disso não ter rendido bons frutos ao estado. Ademais, pontuou os seguimentos que serão beneficiados com esse consórcio e a economia criada por ele aos cofres públicos.

“Este é o momento do Nordeste se unir em busca de novos caminhos para se desenvolver cada vez mais. Durante a reunião de governadores, em Salvador, assinamos o protocolo de criação do Consórcio Nordeste que viabilizará uma série de ações para dinamizar as gestões estaduais”, declarou o governador.

Autor: Cleber Correia.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: